17.2.09

Anthesterion 20-26 (16-22 Fev. 2009)

Postado por Alexandra Oliveira |

Pouco sabemos dos Mistérios Menores de Eleusis, então, em vez de entrar em detalhes práticos de ritual, acho melhor falar do sentido e propósito de eles acontecerem.

Essa preparação para os Mistérios Maiores aborda os mistérios da alma em sujeição ao corpo, que é o que lhes dá essa característica de intimidade e obscuridade. Procura-se a felicidade da alma (neste mundo e no próximo), purificando-a através do desligamento da natureza material e a constante elevação a outros níveis de realidade. Nele, acontecem visões de caráter intelectual, espiritual e místico. O objetivo dos mistérios menores é de nos levar de volta aos princípios dos quais descendemos, desfrutando plenamente de um bem-estar intelectual e espiritual. Essas coisas nós descobrimos com Platão e com o pessoal do neoplatonismo.

O curioso é que aparentemente isso era feito não focando o ar (espírito e intelecto), mas a terra, a natureza, as deusas Réia (mãe dos deuses), Deméter (deusa da agricultura) e Perséfone (rainha do submundo). A terra aqui é vista como fonte de fertilidade - até pela aproximação da primavera no hemisfério norte -, de onde as coisas germinam, desabrocham, despertam, assim como acredito que devamos despertar para uma nova dimensão da realidade e desabrochar para certas visões. A semente fica na intimidade da terra, no escuro, antes de abrir-se e atingir o ar como planta. Portanto, nada de incongruente há em pensar num retorno à terra com vistas de elevação intelecto-espiritual.

Então, futuros Mystai (iniciados), Ye Kye (chuva e nascimento), vamos fluir e conceber!

6 comentários:

Luciana Onofre disse...

Oh, devo estar una com essa vibração, quiçá pelos babys não achas?
Ando tendo essas visões...

TQM

Espartana disse...

Que bom, depois me conta que quero saber... TQM²!

Luciana Onofre disse...

Amore mais um prêmio para ti no Germinando!

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Garota! Você não para, heim?! QUE BOM! Bom prá você, e magnífico para nós!
Do Oiapoque ao Chuí, em que Estado você está?
Well, não importa; você está em "excelente estado", e é o que basta!
BJS!

Klaus Eduardo disse...

Sobre mistérios menores, eles representavam o reencontro de Perséfone com a mãe, logo podemos dizer que o desabrochar das flores e o nascimento de novas plantas seria a representação deste encontro?A minha dúvida é está se a manifestação primaveril seria, a manifestação abstrata do encontro de Mãe e Filha?

Alexandra Oliveira disse...

Sim, Klaus, mitologicamente falando (leia o Hino Homérico a Deméter, o maior), a terra volta a dar frutos quando as duas se reencontram, porque - quando Perséfone sumiu - Deméter deixou a terra estéril em protesto.

Postar um comentário

Subscribe